Não estamos sozinhos

Não estamos sozinhos

17 de abril de 2020 Off Por GED

Queridos irmãos e irmãs, em Cristo, eu senti o desejo de escrever uma mensagem, para ajudar-nos fortalecer a certeza que não estamos sozinhos neste barco do Mundo.

Este tempo de crise, naturalmente é um período difícil em que perdemos muitas coisas, mas tem uma só que por mais que achamos que possamos perder, nunca iremos perdermos que é a VIDA. Creio que chegou a hora de olharmos pra ela, pois muitas vezes passa despercebido o valor que precisaria ter.

Isso acontece, pois nos preocupamos com muitas outras coisas e esquecemos do essencial como disse Jesus para Marta: “Marta, Marta, você se preocupas e estás ansiosa com tantas coisas. No entanto, pouca coisa é necessária, até mesmo uma só. Com efeito, Maria escolheu a melhor parte, que não lhe será tirada” Lc 10,40-42. Com essas palavras de Jesus precisamos perceber que uma só coisa é necessária, neste momento que estamos vivendo é atentarmos para o valor da Vida. Essas palavras de Jesus nos provocam algumas perguntas:

  • Qual o valor tenho dado para a Vida?
  • O que tenho cultivado na minha vida?
  • Como tenho acolhido a vida do outro?

Jesus, que no Evangelho acaba de chegar na casa de Marta e Maria. Maria deixa tudo para acolher Jesus e Marta por sua vez continua com os seus afazeres. Com isso, Marta não consegue perceber que Jesus precisava de atenção. Nós muitas vezes somos Marta preocupados com os afazeres não prestamos atenção como estamos fazendo a vida acontecer e Maria conseguiu naquele momento parar para perceber a sua vida.

Neste tempo voltemos o nosso Olhar para Maria, que nos envia a voltarmos para o Essencial. Precisamos nos preocuparmos com a Vida, mas não do jeito de Marta e sim do jeito de Maria, ou seja, não podemos nos preocupar mais com a vida que tínhamos antes, mas nos preocuparmos agora com a vida que temos diante de nós. Por isso, amados irmãos e irmãs, não podemos perder o essencial que é acolhermos Jesus Ressuscitado na casa, do Coração, do Lar, da Família, dos Amigos, do Trabalho, do Estudo, da Sociedade, e deixarmos o mestre remodelar a nossa visão, a nossa audição, os nossos sentimentos, o nosso tocar, para que a realidade da vida seja transformada pelo encontro verdadeiro com o Ressuscitado.

Irmãos e irmãs, não percarmos a Esperança e a Fé de acreditarmos que nada acontece na vida por um acaso, tudo é consequência daquilo que fazemos e Deus nos dá a oportunidade de fazermos melhor o que ao longo do caminho perdemos.

Deus nos abençoe com uma Feliz Páscoa. A alegria do Ressuscitado seja sempre a nossa força. Paz e bem!

Padre Daniel Pontes

Assessor Eclesiástico do MCC NI – Abril/2020.