Vamos relançar uma nova história?

Vamos relançar uma nova história?

19 de dezembro de 2019 Off Por GED

Num contexto da cultura contemporânea na qual os acontecimentos sucedem-se em velocidade espantosa, apresentando, a cada dia, novas facetas e provocando aceleradas e substanciais mudanças, qualquer instituição, por mais vitalidade que possa aparentar, vai chegando aos limites do cansaço e do esmorecimento. Diante dessa realidade, o Movimento de Cursilhos do Brasil, desde o ano de 2014, vem propondo um relançamento do MCC no Brasil, uma vez que como movimento eclesial precisa estar decididamente voltado para a realização da missão da igreja, do contrário, perde a razão de ser de sua existência.

Importante trazer a memória o lançamento dessa ideia evangelizadora, no final da década de 40, quando o Espirito Santo soprou no coração de um grupo de fiéis católicos cristãos, leigos e sacerdotes, a dar início aos Cursilhos de Cristandade, como um instrumento de renovação cristã.

Chegado ao Brasil em 1962, em 1969, aconteceu o primeiro Cursilho em nossa Diocese. Muitos ainda lembram do primeiro livro, em 1972, que mais parecia uma revista, com capa azul e o título em Branco, chamado, “Cursilhos de Cristandade, esquemas de meditações e Rollos”. Em 2019, fizemos 50 anos de Movimento de Cursilhos de Cristandade em nossa Diocese. Fruto de muito trabalho. E damos Graças a Deus por isso – pela insatisfação permanente colocada pelo Mestre nos corações daqueles que O ouvem, entre surpresos e receosos, mostrar ao Pai como modelo de perfeição, pois foi esse apelo irresistível de aperfeiçoamento que nos fez avançar continuamente a passos largos.

O movimento de cursilhos como partícula de uma igreja missionária está vocacionado a evangelizar, apoiado no documento 109, que nos traz as novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil para o quadriênio (2019 a 2023), cujo objetivo geral é “Evangelizar no Brasil cada vez mais urbano, pelo anuncio da palavra de Deus, formando discípulos e discipulas de Jesus Cristo, em comunidades eclesiais missionarias a luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, cuidando da Casa Comum e testemunhando o Reino de Deus rumo a plenitude”

Nesse sentido, nós, como Grupo Executivo diocesano, temos a atribuição de Promover, acompanhar, articular e coordenar as atividades do GED em nível diocesano, apresentamos o calendário anual de 2020, depois de passarmos três dias de avaliação e planejamento e iluminados pelo Evangelho e pelo relançamento do MCC no Brasil preparamos um calendário em que se sobrepõe a formação do que é o Movimento de cursilhos de cristandade criado em 1940 na Diocese de Palma de Maiorca (Ilha de Maiorca, Espanha), corroborado com a atualidade nacional, uma vez que quando de sua criação a Espanha passava por um singular contexto social, econômico, político e religioso, que hoje, na nossa diocese, também é singular, mas diante de outros desafios.

A proposta do MCC é viver os três tempos do cursilho: Pré-Cursilho – Cursilho – Pós-Cursilho. O GED Nova Iguaçu vem desempenhando ao longo dos anos um lindo trabalho na Diocese de Nova Iguaçu. E queremos caminhar para águas mais profundas e alcançar o coração daqueles que já fizeram o cursilho e estão afastados, daqueles que jamais se afastaram do movimento de cursilhos e daqueles que ainda serão cursilhistas e precisam ser resgatados. É esse o objetivo geral para trabalharmos os próximos três anos. São 50 anos de história na nossa diocese. Muitos momentos lindos já vivemos. Nosso desejo é que mais cinquenta anos de história façamos. Vamos relançar uma nova história?

#somostodoscursilhistas #jogamosjuntos #decoloresvivaavida

Grupo Executivo Diocesano de Nova Iguaçu
Dezembro/2019